MINHA CRENÇA

Creio que a Bíblia é a palavra inspirada de Deus e a autoridade máxima, revelando que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Creio que o Homem é criado à imagem de Deus, para uma vida eterna através de Cristo. Embora todos os homens tenham pecado e careçam da glória de Deus, estando totalmente perdidos sem Cristo, Deus faz a salvação possível através da morte e ressurreição de Jesus Cristo. Creio que arrependimento, fé, amor e obediência são respostas necessárias e adequadas à graça de Deus estendida a nós, e que Deus deseja que todos os homens sejam salvos e venham a ter conhecimento da Verdade. Creio que o poder do Espírito Santo é demonstrado em nós e através de nós para o cumprimento do último mandamento de Cristo: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Marcos 16.15).

Curso de Teologia

Suicídio.com



A revista Época publicou uma excelente mas triste matéria sobre um jovem de 16 anos que cometeu suicídio e o transmitiu via internet.

E o mais macabro nisso é que sua morte foi não apenas assistida, mas estimulada por internautas através de chats. E, como se vê na reportagem, este não é o primeiro caso. O texto diz, inclusive, que não era intenção de Vinínius, o rapaz, se matar e, sim, "fazer a dor passar".

Há na web sites que ensinam maneiras de se ceifar a própria vida e há gente doente o suficiente para estimular e "apreciar" o fato. Iniciei o post anterior ressaltando as inúmeras possibilidades da internet. O problema é que estas possibilidades podem ser boas ou más e que não são necessariamente novas, mas que ganharam uma nova dimensão através dos computadores. É como diz a matéria:

No mundo virtual não há nenhuma perversão nova, apenas as velhas modalidades que já assombravam as ruas da realidade. A diferença é que, na internet, qualquer um pode exercer seu sadismo protegido pelo anonimato, na certeza da impunidade.

E o mesmo texto faz um alerta mais do que necessário aos pais: que os adolescentes que acessam a internet vivem hoje em dois mundos, e "os pais só os alcançam em um".

A matéria, em suas quatro páginas, detalha o "modus operandi" de como o jovem planejou e executou seu plano, inclusive com as orientações dos "amigos" internautas nos momentos finais.

A matéria, incluindo uma entrevista com o psicanalista do garoto pode ser acessada aqui (lembrando que no fim da página há links para as outras partes).

Mas não há como tocar neste assunto e tocar nas promessas de Deus para os seus escolhidos. Àqueles que se reconhecem como pecadores e incapazes de encontrarem a salvação sem a entrega pessoal a Cristo encontram muitas passagens de consolo na Bíblia. Mas isso fica para o próximo post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário