MINHA CRENÇA

Creio que a Bíblia é a palavra inspirada de Deus e a autoridade máxima, revelando que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Creio que o Homem é criado à imagem de Deus, para uma vida eterna através de Cristo. Embora todos os homens tenham pecado e careçam da glória de Deus, estando totalmente perdidos sem Cristo, Deus faz a salvação possível através da morte e ressurreição de Jesus Cristo. Creio que arrependimento, fé, amor e obediência são respostas necessárias e adequadas à graça de Deus estendida a nós, e que Deus deseja que todos os homens sejam salvos e venham a ter conhecimento da Verdade. Creio que o poder do Espírito Santo é demonstrado em nós e através de nós para o cumprimento do último mandamento de Cristo: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Marcos 16.15).

Curso de Teologia

Crise asmática de amor.


Você já viu alguém com crise de asma? De criança a adulto não é algo muito bom, a necessidade de respirar e não conseguir, o peito parece que está sendo comprimido por ônibus. O ar é essencial a vida, mas só percebemos, de fato, sua importância quando precisamos dele e temos dificuldade de encontrá-lo. Infelizmente não existe cura científica conhecida para a asma, alguns medicamentos ajudam a aliviar seus sintomas, mas não há cura.

Tenho visto cristãos desiludidos e frustrados com a igreja, vazios. Não porque querem,  mas pela necessidade de buscar um relacionamento sincero com Deus, em muitas vezes, foi que os levaram a igreja. Este primeiro amor encontra com a fé, deixa-nos eufóricos com a descoberta do verdadeiro amor de Deus, que preenche este vazio assim como o ar preenche nossos pulmões. Mas o tempo passa, e a liberdade que Jesus prometeu aos que crêem, "Se pois  o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres" [João 8.36], começa a ser substituída por uma crise asmática de amor.

Assim como o ar é essencial para nossa vida física o amor e essencial para a vida cristã, o amor é base de tudo. O próprio Deus se apresentou ao mundo como sendo um Deus de amor, João diz que aquele que não ama não conhece a Deus, porque o próprio Deus é amor [1]. A superficialidade e a  sinceridade, o ativismo e a dedicação,  devoção e a aprovação tem se confundido. Isto é um dos sintomas da crise asmática de amor. Não somos mais motivados pelas razões corretas, e alimentamos sentimentos de conformismo, quando o evangelho é na verdade revolucionário e desafia o senso comum.

O amor esfriou [2]. A injustiça se multiplicou e atingiu a igreja, permitimos que a sombra da religiosidade ofuscasse a luz de Cristo em nossas vidas, estamos satisfeitos em ir a igreja semanalmente, cantar, ler a Bíblia no texto que o pastor manda [quando ler]. Colocamos o lampião em baixo da mesa. Não fazemos por amor a Deus, o que fazemos nos torna mais como publicanos  fariseus do que Cristãos.

O verdadeiro amor não está nos templos, não está nos conjuntos nem mesmo nos corais, o verdadeiro amor não está na recompensa do moralismo, pois Deus nos amou sendo TODOS nós ainda pecadores [3], o que nos leva a crer que Ele nos amará mais se aparentamos um amor de apenas de palavras? Quando fazemos algo sem amor, não fica apenas sem graça, fica destrutivo. Esperamos de Deus recompensas por nos comportarmos bem, estamos vivendo em uma crise asmática.

Precisamos redescobrir o prazer de amar sinceramente a Deus, sem que o cilício da religiosidade nos faça acreditar que somos melhores ou piores, santos ou pecadores. Só existem uma classe de pessoas: PECADORES [4]. O que nos diferencia é o arrependimento, que não possui grau nem intensidade, apenas uma mudança de atitude motivada pelo amor.

Esta crise tem cura, no amor eterno do Pai.

[1] Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus éamor. 1 João 4.7,8
[2] E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos. Mateus 24.12
[3] Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós,sendo nós ainda pecadores. Romanos 5.8
 [4] Pois todos pecaram e carecem da glória de DeusRomanos 3.23

Nenhum comentário:

Postar um comentário