MINHA CRENÇA

Creio que a Bíblia é a palavra inspirada de Deus e a autoridade máxima, revelando que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Creio que o Homem é criado à imagem de Deus, para uma vida eterna através de Cristo. Embora todos os homens tenham pecado e careçam da glória de Deus, estando totalmente perdidos sem Cristo, Deus faz a salvação possível através da morte e ressurreição de Jesus Cristo. Creio que arrependimento, fé, amor e obediência são respostas necessárias e adequadas à graça de Deus estendida a nós, e que Deus deseja que todos os homens sejam salvos e venham a ter conhecimento da Verdade. Creio que o poder do Espírito Santo é demonstrado em nós e através de nós para o cumprimento do último mandamento de Cristo: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Marcos 16.15).

Curso de Teologia

As Nossas Armas Não São Carnais




1)     Na fase mais aguda de ameaças à sua vida, Lutero recebeu oferecimento de amigos e admiradores que se propunham a defendê-lo pelas armas. Lutero recusou dizendo: "Eu não vou apelar para armas e derramamento de sangue para a defesa do Evangelho. Foi pela pregação da Palavra que o mundo foi conquistado; pela Palavra a igreja foi salva; é pela Palavra que ela há ser restaurada. Eu não vou depender de ninguém senão de Jesus Cristo e Sua Palavra".


2)      Davi, que saiu com uma funda e uma pedra para matar o gigante Golias de Gate, e era um gigante de fato, muito protegido e armado de modo que a única parte que lhe era vulnerável era a testa. Este ponto segundo Davi, era o lugar onde ferí-lo. Então, foi Davi usando a funda. Não porque dispusesse só da funda e lhe faltasse outras armas, mas era que Davi tinha prática no seu manejo. E escolheu ainda uma pedra lisa – porque sabia que era melhor para a funda. Escolheu o seixo mais apropriado para penetrar na cabeça de Golias, de modo que quando a atirou contra o gigante, ela deu em sua testa, enterrou-se no cérebro e ele caiu ao chão. Devemos aprender com Davi a arte de manejar fundas. A funda das ilustrações, ilustrações práticas, claras, apropriadas, que penetram na mente, abrigam-se no cérebro e conduzem as mais firmes convicções endurecidas de ignorância ao chão.

3)      Larry Lea mencionou, num livro que escreveu, todas as armas que necessitamos para derrotar o diabo: O sangue de Jesus, a oração, a armadura de Deus, o louvor, a exposição da Palavra, o nome de Jesus e a perseverança. - Fonte: As Armas da Sua Guerra, pg 8 - Larry Lea.

4)      Conta-se uma história na qual o diabo resolveu vender todas as ferramentas que ele costumava usar. Lá estavam: o ódio, a malícia, a inveja, a enfermidade, e muitos outros - instrumentos usados para enfraquecer e desviar as pessoas de Deus. Jogado num canto estava um instrumento aparentemente inofensivo chamado "desânimo". Parecia bem gasto, e era o mais caro de todos. Perguntaram ao diabo por que aquele instrumento custava tanto, e ele respondeu: "Bem, é porque esse é o mais fácil de se usar, pois ninguém sabe que pertence a mim. Com este instrumento, eu posso arrebentar a porta do coração com mais facilidade, do que qualquer outro. O desânimo faz com que as pessoas desistam e deixem o caminho de Deus". Esta história ilustra uma verdade pouco reconhecida. Não se ganha nenhuma batalha com desânimo. Desânimo é sinônimo de fracasso.

5)      A melhor arma que Davi possuía era justamente a que ele costumava usar com muita habilidade: a sua funda. Uma mulher tem um marido incrédulo, miserável, mal e perverso com quem trava uma batalha difícil. Porém, ela sabe cozinhar como poucas pessoas, é "fera", inseparável nas tarefas da cozinha. Sabe o que ela faz? Por ser maltratada pelo marido, ela deixa o arroz queimar e não tempera o alimento como deveria. Pergunto: Não é este o seu melhor talento? Então, querida, sugiro a você mudar a estratégia. Procure sensibilizar o seu marido através de uma refeição apetitosa. Faça exatamente o contrário. Todas as vezes que o seu marido a ofender prepare para ele uma deliciosa refeição. Agindo assim, você estará cada vez mais conquistando o amor que julgava perdido em seu lar. Ele dirá: "Não consigo entender porque a minha esposa consegue tratar vem um homem tão mau como eu!" - Silas Malafaia, em "Vencendo Batalhas", pg 34.

Nenhum comentário:

Postar um comentário